quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Poema : "A Anorexia"

Anorexia

Logo ao levantar
O corpo começa a fraquejar
De uma noite mal dormida
O estômago já só aguenta a cafeína
Pêlos arrepiados evidenciam o frio sempre presente
Tento abrir a boca petrificada
Mas este corpo quase sem vida já só respira
Os livros e o computador são a minha única companhia
Não tenho mais forças para lutar
Pois já não consigo dominar
Este corpo transformado em cadáver
Perdi os amigos e a felicidade
Agora só me acompanha a dificuldade
Em acreditar que ainda estou viva
Que coisa é esta que me persegue!




Retirado de: "http://opiniao.webs.com/causasnobres.htm"

Sem comentários:

Enviar um comentário